Conheça os principais tipos de compliance e como aplicá-los na sua empresa!

Conheça os principais tipos de compliance e como aplicá-los na sua empresa

escrito por Maicon Reis

29 de dezembro de 2021

A área de compliance, no âmbito corporativo, é o setor da empresa responsável por garantir o cumprimento das leis, regras e regulamentos em todas as atividades e ações realizadas por uma empresa.

No conteúdo de hoje vamos explicar sobre os tipos de compliance que devem ser adotados em seu negócio, os benefícios e como aplicar. 

 

Tipos de compliance 

Os variados tipos de compliance cumprem com um mesmo objetivo, mas cobrem diferentes departamentos e obrigações de uma instituição. 

  • Compliance Empresarial- Esse formato pode atender todos os sistemas da sua empresa, principalmente em ações de expansão de mercado, lançamento de produtos, relacionamento com franquias e fornecedores, fusões e aquisições, etc. 

  • Compliance Trabalhista- esse tipo de compliance é um programa de integridade adotado pelas empresas, cujo escopo é formado por condutas e políticas que visam diminuir riscos e prejuízos e evitar a responsabilização por condutas ilegais, por meio da adequação e respeito às leis, acordos e convenções coletivas de trabalho.
  • Compliance Jurídico e  Fiscal-  Esse é voltado às finanças e atividades monetárias da sua empresa. Esse tipo de compliance também evita crimes e fraudes empresariais como corrupção, lavagem de dinheiro, entre outros. 
  • Compliance Ambiental- É o conjunto de regras pré-estabelecidas que asseguram o cumprimento das normas jurídicas e de comprometimento corporativo quanto à legislação ambiental. De forma geral, o compliance ambiental é cumprido com boas práticas voltadas à reciclagem, descarte correto do lixo, economia de água e energia, entre outras ações.
  • Compliance de TI- Nas organizações que adotam estratégias e ferramentas de Tecnologia da Informação existe a preocupação em cumprir a legislação nacional e todos acordos internacionais sobre a coleta e tratamento de dados e também na segurança digital. Essa prática ajuda a inovar os processos e evitar multas e sanções

 

Como funciona a aplicação de compliance

O Compliance funciona como um combate à corrupção dentro das organizações. Para colocar o Compliance em prática na sua empresa são necessários alguns passos importantes. 

  • Conhecer bem o seu negócio;
  • Envolver todos os empregados e parceiros;
  • Estimular uma cultura organizacional ética;
  • Monitorar os processos;
  • Atentar para que as relações internas sejam justas.

 

Benefícios do compliance

É provável encontrar inúmeros exemplos de instituições que têm sua reputação e credibilidade afetadas perante o consumidor, em razão de descuidos quanto a questões legais, podendo ser elas fiscais, sociais, ambientais, sanitárias e até trabalhistas.

Ao aplicar o Compliance em sua empresa você encontra inúmeros benefícios. Os principais deles são: redução de erros, fraudes e crimes financeiros, redução de custos, ganho de credibilidade no mercado, aumento na qualidade do produto e serviço, melhoria no relacionamento com os clientes, fortalecimento e disseminação de uma boa cultura organizacional, entre outros.

Realize análises de riscos

Obter um programa de Compliance se tornou um requisito fundamental para as organizações que realmente prezam pela ética e pela conformidade com as leis. 

 O Mapeamento de Riscos de Compliance (Compliance Risk Assessment – CRA) é o processo essencial para validar o compliance empresarial e garantir a sua eficácia. Portanto, é uma das etapas mais complexas na instituição de um programa de integridade.

Um dos pontos importantes é construir uma grade e fatores de risco; conhecer as regras internas e normas legais; realizar uma matriz de impacto e probabilidade; fazer entrevistas para classificar os riscos, etc. 



A importância de contar com uma assessoria jurídica

Ao aplicar o Compliance em sua empresa, tenha o acompanhamento de uma assessoria jurídica. É importante contar com uma assessoria jurídica, pois, por ser especializada, assegura que todos os dados sejam interpretados e tratados da maneira mais adequada possível. 

Você pode gostar também…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.