202104.20
0

Cobrança indevida de banco: A importância de uma assessoria

em Posts

A cobrança indevida feita por bancos, é uma das reclamações mais frequentes dos consumidores, e pode gerar grandes transtornos e problemas. Em situações como essa, muitos consumidores acabam se sentindo perdidos por desconhecerem seus direitos. 

Todavia, se você vem recebendo cobranças indevidas de instituições bancárias, saiba que é possível reverter essa situação. No artigo de hoje, vamos falar sobre quais são os procedimentos que podem ser adotados a fim de solucionar cobranças bancárias indevidas. 

Os números da cobranças indevidas no país

Segundo dados divulgados pela revista Época Negócios, o Brasil registrou mais de 2,5 milhões de reclamações indevidas nos Procons de todo país.

Com números tão expressivos, essas reclamações apontam a ineficiência das instituições em realizar a cobrança de forma assertiva e, acima de tudo, apontam a necessidade de atenção por parte dos consumidores que podem estar pagando por valores que não devem.  

O que pode ser considerado cobrança indevida? 

Como consumidor, nem sempre é fácil distinguir quando uma instituição bancária está realizando uma cobrança indevida. Afinal, durante a contratação de um serviço ou produto bancário, existem inúmeras cláusulas e informações que acabam passando despercebidos.     

Mas afinal, o que pode ser considerado cobrança indevida?  

Por definição, pode ser considerado uma cobrança indevida, quando a instituição comete o erro de cobrar algo que não deveria ou que não estava previsto no contrato. 

Entre os principais tipos de cobranças indevidas estão:

  • Cobrança de dívidas que já foram pagas;
  • Cobrança de serviços e tarifas que não foram contratados;
  • Cobrança de serviços que não há vínculo com a instituição;
  • Golpes ou fraudes, entre outros.  

Juros abusivos dos bancos

Existem inúmeras instituições bancárias que agem de má fé, e fazem a cobrança de juros de forma abusiva, muito acima do previsto pelo Banco Central. 

Embora estejam presentes no contrato firmado entre a instituição e consumidor, o juros abusivo prejudica o consumidor e podem em casos mais graves serem considerados práticas extorsivas. E para minimizar os impactos financeiros, em muitos casos, também é possível encontrar formas jurídicas de solucionar este problema.  

Como reverter a situação de forma assertiva? 

Seja em função da cobrança indevida, ou pela aplicação de taxas de juros abusivas, como consumidor é importante reivindicar os seus direitos.  

Nesse sentido, o primeiro passo é contar com o apoio de uma assessoria em processos revisionais que ficará responsável por analisar de forma criteriosa todas as cláusulas presentes no contrato. 

Além disso, a assessoria é capaz de direcionar quais os melhores procedimentos e medidas judiciais cabíveis de acordo com cada situação e assim poder solucionar o problema de forma assertiva. 

A importância da assessoria em ações revisionais  

Como você pode acompanhar ao longo do artigo, as cobranças indevidas e de juros abusivos acontecem de maneira constante e consumidor é importante ficar atento para evitar problemas, como inadimplência e até mesmo inclusão nos serviços de proteção ao crédito. 

Nesse sentido, a assessoria em ações revisionais é de fundamental importância, pois garante que você como consumidor pague apenas por aquilo que for devido, e mantenha o seu nome limpo.  

Entre em contato conosco e saiba mais!

Nós da Maicon Reis Advocacia Empresarial, atuamos de forma preventiva e consultiva, analisando negócios relacionados ao seu dia a dia, visando atender com qualidade e seriedade as suas necessidades.

Atuamos na assessoria em ações revisionais de contratos para recuperação de cobranças indevidas dos bancos, bem como defesa em ações de cobrança para abater as ilegalidades.

Para saber mais a respeito de nossos serviços, entre em contato com a nossa equipe. Continue também acompanhando os conteúdos que preparamos aqui em nosso blog e se mantenha mais bem informado. 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *